quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A Igrejinha de Santo Antônio


Tenho tantas histórias dessa igrejinha...
Era tão bom, quando eramos crianças  e brincávamos  perto da igrejinha de Santo Antonio.
Ás vezes entrávamos subia uma escadinha onde tem o sino. Gente, era mágico, os vidros ali eram coloridos, alguns vermelhos,outros amarelos,outros azuis, verdes, e a gente olhava a cidade através dos vidros coloridos, era lindo,ver a cidade do alto e em cada cor, o amarelo ficava tudo como ensolarado, o vermelho,o azul, o verde, cada cor e sua magia.
Me lembro ainda que minhas primas faziam catecismo lá.Tinha um senhor que era zelador na vila vicentina e que ensinava o "catecismo". Elas me chamaram e eu fui, nem sabia o que era o "catecismo,"rsrsrsrsrsr..
Entrei com elas na igrejinha e o senhor José falou para fazermos o em nome do Pai.
Eu me atrapalhei toda...  Ele me chamou atenção falando: Onde já se viu,não saber fazer o nome do Pai (Fiquei tão com vergonha rsrsrsr). A esposa desse senhor trabalhava  de cozinheira na Vila Vicentina.
A vila vicentina fica nos fundos da igrejinha, as pessoas  da Vila entram pela porta dos fundos da igrejinha.
Estávamos nós lá aprendendo o catecismo, quando dona Marta esposa do senhor José,entrou pelos fundos gritando por socorro, enquanto uma interna corria atrás dela.É que ela estava fritando bifes para o jantar e a interna tentou pegar um antes da hora de servir, ela bateu na mão da interna, que tinha transtornos psiquiátricos,que saiu correndo atrás dela.E a porta da frente estava fechada, tinha até um travessão,custamos abrir a porta, e quando abrimos descemos a escadaria, caindo uns por cima dos outros.
Quase perdendo o fôlego.Hoje escrevendo, estou rindo...

3 comentários:

liane disse...

nossa Eni vendo isso parece que voltei ao passado forão tantas coisas boas que vivemos que chega a dar um aperto no peito de saudades , aquela escada da igrejinha parecia ser tão alta que dava até medo de subir; são boas as lembranças que aquece o coração ... beijosss

Eni Vasconcelos disse...

Verdade,Liane. Como a gente brincava...Era bom demais,nós eramos tão felizes.

Anônimo disse...

rsrsr Lembro como se fosse hoje!!
com muita saudade ,,porque EU ESTAVA LÁ!! LUIZA maciel